Saiba mais sobre o sono - Colchões Especiais Maranatha
Tecnologias utilizadas em nossos produtos
Confira informações sobre Bioeletromagnetismo Confira informações sobre aquecimento Confira informações sobre vibro - massagem Confira informações sobre infravermelho longo Confira informações sobre magnetos Confira informações sobre densidade anatômica Confira informações sobre o parecer médico
Entre em contato
Conheça nossa empresa em vídeos
Atendimento online ao cliente
WhatsApp: (45) 9911-2663 / (45) 9128-4626
facebook/atendimentocolchoesmaranatha
 
Novidades
terça-feira, 28 de julho de 2015
Saiba mais sobre o sono
Segundo o médico Francisco Hora, do Instituto do Sono, com o passar dos dias...

Segundo o médico Francisco Hora, do Instituto do Sono, com o passar dos dias o sono da pessoa tende a piorar. Ele explica que a falta de segurança, e crises econômicas, por exemplo, são razões para que o brasileiro perca o sono.

O médico explica que crianças recém nascidas chegam a dormir até 18 horas por dia, já os adolescentes dormem razoavelmente bem, os adultos jovens e a partir dos 60 anos perde em quantidade em qualidade, com fases dos sonos menos consistentes ,mas ressalta que se trata de uma questão fisiológica, e que se as pessoas praticarem atividades físicas, alimentação adequada e beber dentro dos limites, “elas vão viver um pouco melhor”, afirmou.

Em geral os adultos precisam de 6 a 8 horas de sono diariamente. Mas existem características hereditárias também com relação ao sono, salienta o médico. Por isso há pessoas que dormem de 3 a 4 horas por dia, enquanto outros precisam de mais de 8 horas. Além disso, existem pessoas com aptidões para a noite, os “corujas”, enquanto outros estão mais aptos pela manhã, os “madrugadores”. As baladas e a troca do dia pela noite são prejudiciais à saúde. O médico explica que as pessoas acabam sacrificando o sono.

Quanto ao mito de que dormir emagrece, ele explica que quem dorme bem, em termo de qualidade, emagrece. Existe um hormônio chamado leptina, que funciona como regulador da vontade de comer mais, menos e que avisam se deve parar de comer. Esse hormônio é produzido durante o sono, por isso se a pessoa dorme menos este não será produzido de maneira satisfatória.

Insônia não é uma doença, mas pode ser um sintoma explica o Dr. Francisco Hora , ele destaca que perder o sono em virtude de uma preocupação é normal, mas que a insônia persistente por 90 dias durante vários dias da semana é sinal de alerta. Em casos de mulheres entre 20 e 35 anos pode ser sinal de depressão.

Fonte: Bom Dia Feira

Todas as novidades  /   Ir ao topo  /  Voltar